O PEN Clube do Brasil, fundado a 2 de abril de 1936 pelo escritor e Acadêmico Claudio de Souza, filiado ao PEN Internacional, com sede em Londres, faz parte de uma rede com cerca de 150 centros pelo resto do mundo. Tem como princípios básicos que a literatura não conhece fronteiras e deve permanecer patrimônio comum dos povos a despeito dos conflitos políticos e que o respeito ao legado cultural da humanidade deve ser preservado, em todas as circunstâncias, do efeito das paixões nacionais ou políticas.
    O PEN Clube do Brasil é entidade reconhecida de Utilidade Pública pela Lei n. 862, de 3 de setembro de 1956, do município do Rio de Janeiro.


Que mudou?

CONFERÊNCIA SOBRE DIREITOS AUTORAIS E EDITORAÇÃO NO PEN CLUBE

Na próxima segunda-feira, dia 18/5, a partir das 17h30, Ítalo Moriconi, poeta, ensaista, antologista e professor de Literatura Brasileira e Comparada da UERJ, onde também exerce a função de Diretor da Editora dessa Universidade carioca, proferirá conferência na sede social do PEN Clube do Brasil sobre as questões ligadas à edição de livros no Brasil e direitos autorais. Esses temas se encaixam e estão na ordem do dia, sobretudo por causa das novas formas de editoração digital e a legislação brasileira em vigor sobre a autoria.

QUEM É QUEM

Italo Moriconi, nascido no Rio de Janeiro, em 1954, começou a publicar poesia em 1972, no antigo Suplemento da Tribuna da Imprensa. Formou-se em 1975 em Ciências Sociais pela UNB. Então, participou ativamente dos movimentos culturais e políticos. Ao se transferir para o Rio de Janeiro, doutorou-se em Letras pela PUC, sendo sua tese publicada em livro sob o título A Provocação Pós-Moderna (Ed. Diadorim, 1994).

Colaborou com vários órgãos da imprensa alternativa e foi um dos fundadores do jornal Beijo.  Também, por essa época, escreveu para a editora Relume Dumará e para a Secretaria Municipal de Cultura o volume da Coleção Perfis do Rio sobre a poeta Ana Cristina Cesar.

Sua obra poética iniciou-se com a publicação dos livros: Léu (1988); A Cidade e as Ruas (1992) e Quase Sertão (1996). Nos últimos anos, tem publicado diversos ensaios sobre teoria estética e sobre poesia pós-modernista brasileira em periódicos universitários, em  livros de sua lavra e antologias, entre os quais destacam-se os seguintes: Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século (org.); Caderno de Maldito; Caio Fernando de Abreu: Cartas; Cão Danado na Noite; Claro Enigma: Um Marco na Poesia Brasileira; Como e Porque Ler a Poesia Brasileira; Entre o Enigma e a Transgressão; História do Peixe; Modernidade e Pós Modernidade; Na Cidade Aberta; Os Cem Melhores Poemas Brasileiros do Século (org.); Poesia Brasileira do Seculo XX; Posfácio à Moda da Casa.


Formato digital

PEN CLUBE LANÇA NOVO NÚMERO DE REVISTA CONVIVÊNCIA

Com o objetivo de promover a literatura e defender a liberdade de expressão, a Diretoria do Centro brasileiro acaba de publicar o quarto número de Convivência, em sua segunda fase, editada em formato digital.

A revista, tradicionalmente voltada para divulgação de ideias e pesquisas literárias e culturais dos sócios do PEN Clube do Brasil, tem como editora responsável a professora Luiza Lobo. Concebida sob o império de normas editoriais modernas, a Revista Convivência conta com a colaboração de vários sócios do PEN Clube, tais como: Ives Gandra da Silva Martins, Sylvio Back, Ronaldo Werneck, Silvio Castro, Cyro de Mattos, José Arthur Rios, entre outros. Merece, ainda, destacar a publicação de Caderno Especial sobre escritores perseguidos em vários países e ampla entrevista com o poeta iraniano Mohsen Emadi, atualmente exilado na cidade do México. 

Clique aqui para ler a Revista Convivência nº. 4/2014 do PEN Clube do Brasil


Violência no México

PEN CLUBE PRESENTE À CÚPULA AMERICANA

Com o objetivo de discutir vários temas ligados à liberdade de pensamento e de expressão, 14 Centros PEN das Américas (Norte, Centro e Sul) se reuniram na Cidade do México nos dias 20 a 23 de fevereiro. O PEN Clube do Brasil foi representado por seu presidente, escritor Cláudio Aguiar.

Apòs vàrios encontros com autoridades do governo mexicano e de outras entidades internacionais, os delegados dos Centros PEN americanos, ademais dos presidentes do PEN Internacional, do PEN de Alemanha e do PEN de Japão divulgaram uma Declaração, que poderà ser lida a seguir.

Declaraciôn de la Cumbre de las Amèricas

Leia mais sobre Cúpula PEN do México


PALAVRA LIVRE

CORRUPÇÃO E IMPUNIDADE

O Presidente do PEN Internacional, John Ralston Saul, divulga mensalmente Carta Aberta, na qual aborda, sempre, tema da atualidade da comunidade PEN. A seguir, publicamos sua Carta de Janeiro, que fala da questão da corrupção e da impunidade e de outras violações à liberdade de expressão vividas por escritores e jornalistas de diferentes países. A certa altura, ao falar da recente grande marcha de Paris, lembrou o presidente que ali compareceu um líder religioso da Arábia Saudita, país que, no momento, por motivos ligados à liberdade de expressão, comete violenta e cruel infração aos direitos humanos. Diz: “E precisamente por razões que ameaçam a liberdade de expressão, este governo está chicoteando Raif Badawi, cinquenta vezes a cada sexta-feira até 1000. Esta brutalidade é praticamente uma sentença de morte.

Leia mais.


Em defesa da liberdade de imprensa

PEN CLUBE SOLIDÁRIO COM FENAJ E ABI NAS DENÚNCIAS DE CASOS DE VIOLÊNCIAS CONTRA JORNALISTAS DURANTE 2014

Tendo em vista o crescente aumento de violência praticada contra jornalistas no Brasil e no mundo, o PEN Clube do Brasil, em consonância com as reiteradas denúncias feitas pelo PEN Internacional, com sede em Londres, manifesta o seu total apoio às iniciativas levadas a cabo pela Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj) e pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI) contra qualquer tipo de violação da liberdade de expressão.

Em função dessa lamentável situação, todos os Centros PEN americanos (América do Norte, América Central e Caribe e América do Sul) estarão reunidos na cidade do México nos dias 20 a 23 de fevereiro próximo, a fim de denunciarem aos governos e demais órgãos responsáveis a prática de violência contra a liberdade de expressão de jornalistas e de outros cultores da palavra (escrita ou falada). Na mesma ocasião também exigirão do governo mexicano a adoção de medidas efetivas tendentes a coibir os níveis de violência atualmente perpetrados naquela região contra jornalistas, blogueiros e outros escritores ameaçados.

Clique aqui para ler a Nota da Fenaj sobre o Relatório de violência contra jornalistas durante 2014.


Nota de protesto do PEN Internacional

PEN CLUBE CHOCADO POR ATAQUE SELVAGEM À REVISTA SATÍRICA FRANCESA CHARLIE HEBDO

Esta não é a primeira vez que jornalistas, editores, escritores, cartunistas e tradutores têm sido alvo de violência por expressarem opiniões que possam ofender, chocar ou indignar parte da sociedade. Mas nunca na Europa houve um ataque de tamanha selvageria. Não pode haver nenhuma justificativa para o uso da violência com o objetivo de calar ou intimidar aqueles que falam para os demais, não importando o quão ofensivo sejam seus pontos de vista.

Em face de tal violência, cabe a todos os governos e líderes religiosos a obrigação de reforçar seu compromisso com a liberdade de imprensa e de garantir a liberdade de expressão como um direito humano fundamental. Este ataque deve ser investigado com presteza e imparcialidade, em conformidade com as normas internacionais a fim de que os responsáveis sejam levados à justiça.

O PEN Clube do Brasil associou-se ao protesto feito por todos os Centros do mundo mediante Nota endereçada a Carles Torner, Diretor Executivo do PEN Internacional.


Tradição revivida

PEN CLUBE REALIZA CONFRATERNIZAÇÃO NATALINA E ENTREGA OS PRÊMIOS LITERÁRIOS 2014

O PEN Clube do Brasil realizou no dia 15 de dezembro de 2014, no Terraço Panorâmico da sede do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), na Glória, Rio de Janeiro, o seu 78º Jantar de Confraternização Natalina. Além da presença de mais de uma centena de sócios e convidados especiais, prestigiaram o encontro os Acadêmicos Geraldo Holanda Cavalcanti e Domício Proença Filho, respectivamente, Presidente e Secretário-Geral da Academia Brasileira de Letras; Victorino Chermont de Miranda, Vice-Presidente do IHGB; Ricardo Cravo Albin, Presidente da Academia Carioca de Letras; Mario Panaro, Cônsul Geral da Itália no Rio de Janeiro; e, ainda, vários representantes de entidades literárias, culturais e artísticas. O cerimonial do jantar esteve a cargo do ator e dramaturgo, Sergio Fonta, membro titular do PEN Clube. Leia mais...


Simpósio Brasil-Itália

ROMA DE PAI PARA FILHOS. A PAIXÃO DOS BUARQUE DE HOLLANDA PELA ITÁLIA

No dia 27 de novembro passado, a partir das 19h, na Sala Itália, do Consulado Geral da Itália, o professor Aniello Angelo Avella, da Università di Roma Tor Vergata, proferiu conferência sobre as relações culturais surgidas entre Itália e Brasil, a partir da presença do escritor Sergio Buarque de Hollanda e seus filhos em Roma. Ao evento estarão presentes a cantora Miúcha, Anna de Hollanda, além do jornalista Max de Tomassi, da RAI Itália.

A realização do Simpósio  contou com a parceria do Consulado Geral da Itália, do Instituto Italiano de Cultura e do PEN Clube do Brasil.

Serviço: Entrada franca - Local - Sala Itália - Istituto Italiano di Cultura - Av. Presidente Antonio Carlos, 40 - 4º. Andar - Centro - Rio de Janeiro / RJ. 


Diretor do PEN Internacional veio ao Rio de Janeiro

POETA CARLES TORNER: "HÁ 900 ESCRITORES PRESOS NO MUNDO"

O escritor Carles Torner, na condição de representante do PEN Internacional, de Londres, a convite do PEN do Brasil, veio ao Brasil articular os trabalhos de criação de casas de refúgio em cidades brasileiras para escritores perseguidos em outros países do mundo. As ações contam com o apoio do PEN Clube do Brasil, das Casas Brasileiras de Refúgio (CABRA) e da organização não governamental norueguesa "International Cities of Refuge Network" (ICORN).

Leia mais


Escritor perseguido

PEN Clube do Brasil e PEN Internacional participam de criação de primeira cidade refúgio na América do Sul para escritores perseguidos juntamente com Casas Brasileiras de Refúgio (CABRA) e International Cities of Refuge Network (ICORN).

Leia mais no caderno Prosa e Verso do jornal O Globo (Sábado, 25/10/2014)


Cidade Refúgio

ENTIDADES DISCUTEM LIBERDADE DE EXPRESSÃO E CRIAÇÃO DE CIDADES DE REFÚGIO NO BRASIL PARA ESCRITORES PERSEGUIDOS

O Brasil será o primeiro país da América do Sul a ter cidades refúgio para escritores perseguidos.

Há um quarto de século, no mesmo ano da derrubada do muro de Berlim, o escritor Salman Rushdie foi condenado a morte e buscado pelo mundo inteiro por esbirros da polícia secreta iraniana. Se ele escapou da morte, infelizmente, muitos de seus leitores, tradutores, editores e livreiros foram perseguidos e alguns até assassinados por terem divulgado ou lido "Os Versos Satânicos".

Leia mais.


Divina Comédia

PROFESSOR ITALIANO FARÁ CONFERÊNCIA SOBRE DANTE NO PEN CLUBE

No próximo dia 15 de outubro, a partir das 17h30, na sede social do PEN Clube do Brasil, o professor Rosario Coluccia proferirá a conferência Dante e a Lingua Italiana. O tema se reveste de real importância para os estudiosos da obra do poeta italiano e sinaliza para as relações culturais e literárias entre o Brasil e a Itália, as quais  serão objeto de Simpósio a ser realizado em novembro próximo pelo PEN, a ABL e  o Consulado da Itália no Rio de Janeiro.  

Rosario Coluccia, além de ser um acadêmico ilustre da famosa "della Crusca", é, também, professor de historia da língua italiana na vetusta Universidade de Salento (Itália) e estudioso da literatura italiana antiga, em particular da obra de Dante Alighieri.

O tema da conferencia terá como ponto de partida a inexistência de autógrafos dantescos, inclusive na Commedia. A falta de um autógrafo tem reflexos importantes sobre o modo variável com que o texto dantesco se espalhou no tempo e no espaço, constituindo, de qualquer maneira, um modelo linguístico para milhões de italianos ao longo dos séculos. O professor Coluccia em sua conferência no PEN Clube examinará as relações entre o vocabulário da Commedia e o italiano contemporâneo.  Serviço: Dia 15/10, quarta-feira, às 17h30 - Entrada franca. (Praia do Flamengo, 172/1101, Flamengo, Rio de Janeiro / RJ - Tel. 21-2556-0461).


Liberdade de expressão

IONESCO LEMBRADO NO PEN CLUBE DO BRASIL

O dramaturgo Eugène Ionesco foi um dos maiores patafísicos e dramaturgos do teatro do absurdo do século XX. Além de focalizar situações que poderiam ser consideradas banais, as peças de Ionesco, na verdade, retratam de uma forma tangível a solidão do ser humano e a insignificância da sua existência.

Ionesco nasceu a 26 de novembro de 1909 (Slatina, Romênia) e morreu a 28 de março de 1994, em Paris, portanto, há exatos 20 anos. Para lembrar a vida e a obra do famoso autor de O Rinoceronte e A cantora careca, entre tantas outras peças marcadas pelo absurdo, o professor e filósofo João Ricardo Moderno, realizará no PEN Clube do Brasil, no dia 8 de outubro próximo, a partir das 17h30, conferência sob o título “Ionesco e a liberdade de expressão”.

João Ricardo Moderno é presidente da Academia Brasileira de Filosofia, professor adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e professor titular da Universidade Soka, Tokio, Japão. É Bacharel em Comunicação Social pela Faculdade de Comunicação Hélio Alonso, mestre em Filosofia pela Universidade de Paris I (Sorbonne) e doutor em Filosofia, Letras e Ciências Humanas pela mesma instituição.

Ecos de uma comemoração

78 ANOS DE CRIAÇÃO DO PEN CLUBE DO BRASIL

No início de abril p. passado, o PEN Clube do Brasil reuniu os sócios e os amigos para comemorar, em sua sede social, os 78 anos de fundação: 1936-2013. O Centro brasileiro, ao ser criado, afiliou-se de imediato ao PEN Internacional, com sede em Londres, seguindo a mesma linha de atuação daquela associação mundial de escritores. O fundador, Acadêmico Cláudio de Souza, durante sua operosa gestão, desde o início, dotou o Clube Literário de todas as condições (literárias, culturais e patrimoniais) para que a entidade se firmasse e cumprisse a sua missão ao longo das décadas seguintes. Ao cumprir 78 anos de vida, a Diretoria, como tem feito nos anos anteriores, comemora a data com o objetivo de chamar a atenção para a positiva longevidade do PEN Clube e, ao mesmo tempo, proclamar as linhas de ações em atividade perante a sociedade brasileira, as quais podem ser resumidas no seguinte lema: promoção da literatura e defesa da liberdade de expressão. 

Divulgamos, a seguir, artigo do escritor mineiro Rogério Faria Tavares, publicado no dia 8 de maio, no jornal diário HOJE Em Dia, de Belo Horizonte, no qual o articulista destaca a data e enaltece o trabalho que realiza a atual Diretoria do PEN Clube do Brasil.

Clique aqui para ler o artigo mencionado 


Liberdade de pensamento

PEN CLUBE PROMOVEU ENCONTRO COM ESCRITOR IRANIANO MOHSEN EMADI

No dia 28 de abril (segunda-feira, às 17h30) o PEN Clube do Brasil e a Festa Literária das Periferias (FLUPP) promoveram um Encontro com o Escritor iraniano Mohsen Emadi, atualmente exilado e acolhido na Casa de Refugio Citlatepetl, de México. O poeta e tradutor foi apresentado pelo escritor Júlio Ludemir, Presidente da FLUPP. A homenagem contou também com o apoio da Casa Brasileira de Refúgio (CABRA), a primeira fundada na América do Sul, integrante da rede do International Cities of Refuge Network (ICORN), entidade sediada na Noruega e apoiada pelo PEN Internacional.

A fim de dar uma ideia do pensamento e da ação do escritor iraniano, Cláudio Aguiar divulga, a seguir, ampla entrevista feita exclusivamente para o Portal do PEN Clube do Brasil.

Leia aqui a entrevista concedida pelo poeta Mohsen Emadi


Resultado do Prêmio

VENCEDORES DO PRÊMIO LITERÁRIO NACIONAL  PEN CLUBE DO BRASIL 2013

Fernando Fortes pelo livro De olho na morte e antes, publicado por Ateliê Editorial. Sua obra consta de 16 livros, dos quais 7 são de poesia e os demais nos gêneros romance, ensaio e tradução.

Embaixador Vasco Mariz pelo livro Depois da Glória, publicado pela Editora Civilização Brasileira. Sua obra consta de 63 livros sobre música brasileira, literatura, história do Brasil e diplomacia.

Luiza Lobo pelo romance Terras Proibidas – A saga do café no Vale do Paraíba do Sul, publicado pela Editora Rocco. A autora, além de ter publicado 5 livros de contos, é ensaísta, tradutora e professora de literatura da UFRJ e de várias universidades estrangeiras.


Memória

CONGRESSOS DO PEN INTERNACIONAL NO BRASIL

O PEN Clube do Brasil, ao longo de seus 76 anos de fundação, já sediou três congressos do PEN Internacional na cidade do Rio de Janeiro: 1960, 1979 e 1992. Atualmente, os Congressos do PEN Internacional ocorrem uma vez por ano.

 


DESTAQUES

REVISTA CONVIVÊNCIA - Clique na imagem para ler os números 1, 2 e 3 de Convivência

Refúgio para Escritores

SERÃO CRIADAS NO BRASIL CASAS DE APOIO A ESCRITORES PERSEGUIDOS  - O PEN Clube do Brasil e o PEN Internacional promoverão, em conjunto com a  organização não governamental norueguesa International Cities of Refuge Network (ICORN), mesas-redondas destinadas a estudar ações práticas e efetivas de acolhimento a escritores perseguidos em qualquer parte do mundo. As mesas ocorrerão em Ouro Preto (MG), São Paulo (SP), Porto Alegre (RS) e Rio de Janeiro (RJ). Clique aqui para ler mais.

 

Personalidades Educacionais 2014

DOIS MEMBROS DO PEN CLUBE ENTRE AGRACIADOS - Acadêmico Candido Mendes de Almeida e a professora Tania Zagury - foram eleitos "Personalidade Educacional 2014".  A promoção desse tradicional evento é patrocinada pela Associação Brasileira de Educação (ABE), Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e jornal Folha Dirigida. A solenidade de entrega dos títulos ocorrerá no dia 23 de outubro próximo na sede da Academmia Brasileira de Filosofia no Rio de Janeiro.  

Liberdade de expressão ganha reforço / Finlândia doou à UNESCO 2,3 milhões de euros para apoiar países árabes

Reconhecimento de honra ao mérito / PEN Clube outorga medalhas em festa dos 77 anos

Marco civil da Internet / PEN Clube apoia Academia Brasileira de Letras na defesa dos direitos do autor

Integração cultural / PEN Clube firma acordo de cooperação com Museu Imperial

PEN Clube comemora 76 anos / Eduardo Portella pronuncia conferência sobre Jorge Amado e liberdade de expressão

Laços históricos / Academia Brasileira de Letras e PEN Clube celebram convênio de cooperação

Trajetória relembrada / PEN Clube comemora 75 anos de fundação

Memória restabelecida / Restaurada em Petrópolis a Casa de Cláudio de Souza

Convivência

SEJA AMIGO DO PEN CLUBE DO BRASIL

Com o objetivo de abrir suas atividades culturais e literárias para um público mais amplo, foi criado o "Programa Amigos do PEN Clube do Brasil." A sua participação significará contribuir para maior difusão de nossas atividades, havendo, em contrapartida, a possibilidade de usufruir da convivência com associados e outros amigos que já compartilham a vida social e cultural da entidade. Divulgue e participe. ► Cadastre-se aqui